Demônico em Paul Tillich – artigo publicado

Publicou-se hoje na Correlatio, artigo que escrevi sobre O Demônico como Sagrado Antidivino, uma categoria na filosofia da religião do teólogo alemão Paul Tillich. O  texto abrange prioritariamente a fase alemã do filósofo luterano, período menos estudado do que a fase desse acadêmico nos EUA, para onde emigrou após oferecer oposição ao nazismo que crescia em seu país natal.

O resumo do artigo especifica melhor seu propósito:

Neste artigo serão apresentadas as inter-relações entre os elementos que caracterizam as categorias demônico e divino que habitam o sagrado como  elemento essencial da religião. No interior desta relação do sagrado, o elemento demônico encontra-se em oposição ao divino, adquirindo uma característica antidivina, conquanto de mesma essência. Pretende-se comparar a significação dos termos em suas exposições de origem e como Paul Tillich (1886-1965) utiliza-se disto na construção de sua Filosofa da Religião. A análise proposta percorrerá as principais obras de Tillich, buscando compreender o uso do termo demônico como empregado em sua abordagem filosófica; em seguida, entender a construção do conceito de demônico como sagrado antidivino nas influências recebidas da filosofia positiva de Schelling e do luteranismo místico de Boehme.

O texto é aprimoramento dos estudos na disciplina Tópicos Especiais em Filosofia da Religião: estudo avançado da Filosofia da Religião de Paul Tillich, ministrada pelo prof. Dr. Joe Marçal G. Santos, no mestrado agora concluso em Ciências da Religião.
A Correlatio é revista acadêmica eletrônica da Sociedade Paul Tillich do Brasil e do Grupo de Pesquisa Paul Tillich da UMESP.

Para baixar o artigo, acesse: https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/COR/article/view/6980/5596

Para citar:

ARAUJO GOMES, Gilmar. O Demônico como Sagrado Antidivino: origens e definição do conceito na filosofia da religião de Paul Tillich. Correlatio, São Paulo,  v.15,  n.2, p. 53-67, dez. 2016. Disponível em: <https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/COR/article/view/6980/5596>. Acesso em:  dd m. a

 

omnia ex uno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *